Monthly Archives: July 2012

Vou te contar…

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho
– “Wave”, Tom Jobim

Não sei nem começar falar da riqueza que é a música brasileira. O gênero mais conhecido fora do Brasil é a Bossa Nova, mas têm tantos outros tipos, na verdade.

Ultimamente, eu tenho sido aprendendo como tocar e cantar varias canções de bossa nova; as melodias lindas e as letras inesquecíveis. A bossa nova ganhou muita fama nos Estados Unidos e Europa na década dos 60– então, fizeram varias traduções das letras portugueses para o inglês. Talvez já conheçam “The girl from Ipanema”, ou “Waters of March”; não são traduções más, só que não levam as mismas imagens dos originais.

Por exemplo,  no estrofe encima, Tom Jobim diz “fundamental é mesmo o amor”. Eu vejo algo muito bonito do ordem das palavras aqui. É o amor que é fundamental, mas esta palavra vem no fim da frase. A primeira coisa que nós escutamos é “fundamental”, já que nos faz pensar que o que segue vai ser importante. É fundamental mesmo o amor. O amor é fundamental mesmo. Mesmo fundamental é o amor. Fundamental mesmo é o amor…

Todas frase aqui funcionam gramaticalmente. É uma frase com tanto significado, e cada colocação das palavras muda a idéia. Não da para traduzir direitamente ao inglês: fundamental the same/really is love… Jobim mesmo não tentou; a letra inglês diz “the fundamental loneliness goes whenever two can dream a dream together”. E cadê “é impossível ser feliz sozinho”?

Sei que a tradução é uma arte; é algo que eu gostaria fazer mais. Também sei que ela sempre está faltando algo, que é impossível traduzir tudo de uma frase, um livro, uma idéia, uma cultura. Com letras, acho melhor tentar de traduções líricas, mas também em manter o sentido general da original. Ou, melhor… vou cantar na língua original. Talvez não me vão entender, mas vai sentir o que o autor quería, a dança das palavras e das melodias.

Mais uma coisa sobre essa música. Vocês acham certo, que é impossível ser feliz sozinho? Marisa Monte, uma cantora de MPB, tem uma música (que se pode escutar aqui, Satisfeito) que pergunta “Quem foi que disse que é impossível ser feliz sozinho? Vivo tranqüilo, a liberdade é quem me faz carinho” Acho que gosto melhor da imagen dela; ainda que eu goste de pensar em como “o amor nos deixa surpreender, enquanto a noite vem nos envolver” (Jobim), vou deixar isso num canto esquecido, para ver quando eu quiser. Melhor buscar o que quero que só espera-lo… não sempre podemos sonhar na bossa nova.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Portuguese