Dilma Rousseff nos EUA

Dilma Rousseff e Barack Obama; fonte: Kevin Lamarque/Reuters

Nesta semana, a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, chegou nos EUA, numa visita simbolico e importante para o novo lugar do país na economia global. Nos últimos anos, o Brasil tem crescido muito na força da economia e também no seu própio poder political. Dez anos atrás, o Brasil não tinha a mesma importancia para países como os EUA, mas agora, recebe mais respeito do que antes. Os EUA e o presidente Obama querem trabalhar com Dilma e o Brasil porque têm muitos recursos (especialmente o petróleo e os produtos agrícolas)  e já uma economia desenvolvida. Mas, obviamente, não concordam de tudo; os EUA têm policias que limitem a industria internal do Brasil, e o Brasil tem alguns intereses políticas contra os EUA.

Ultimamente, tenho lido varias coisas sobre esta visita, algumas em inglês, com a perspectiva americana, e outros em português, com a perspectiva brasileira. Ainda que o assunto seja quase mesmo, as detalhes são muito diferentes, obviamente. Os artículos americanos criticam as políticas do Brasil na Syria, mas também fala do crescimento do pais, do aumento dos estrangeiros morando no Brasil e do temas do turismo com os jogos olímpicos e a Copa do Mundo. As fontes brasileiras criticam mas os EUA e a política monetária expansionista que tem feito, que causa uma desvalorização do dólar e seguinte, mas dificuldade para as moedas do Brasil e outros países ainda em desenvolvimento. Parece que o Brasil olha aos EUA como companheiro, como otro partido que as vezes ajuda e as vezes merece as críticas, enquanto os EUA parece olhar ao Brasil como alguém crescendo em poder e importancia, mas que ainda não está num nível igual no discurso internacional.

A verdade é que tudo é diplomacia; é importante que eles tenham acordos assim, que façam o que podem para manter seus própios interesses. Todos têm objetivos diferentes; mesmo que tenham idéias distintas, eles podem trabalhar juntos em alguns campos. Depois de umas palestras no Harvard e MIT, Dilma vai voltar para Brasil, mas já fez bastante com sua visita aqui nos EUA. Ela representou seu país em dizer que está aqui e está crescendo, e que merece o respeito e a cooperação; não é que os EUA pode apoiar ao Brasil, mas que o Brasil também pode apoiar e ajudar aos EUA. Significa uma pequena troca de poder, e nossa nova época de comércio internacional e política mas fechada e teimosa.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Portuguese

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s