O portunhol

Hoje, vou falar do portunhol… el maldito portuñol.

O portunhol é a mistura do português com o espanhol. Porque eu estava fazendo um programa de intercâmbio no Brasil, conhecia a muitas pessoas que também estavam aprendendo o português, e a maioria já sabiam ou espanhol; então, escutava muito portunhol!

Eu também aprendi ou espanhol antes do português, e como já disse, isso me ajudava muito, mas também me confundia. Deixa-me explicar um pouco. Essas duas línguas têm muitas semelhanças, com gramática, vocabulario e som. Também, mesmo que o Brasil tenha uma identidade única, acho que a cultura latina se une essas línguas também. Então, é natural que as pessoas que aprendam português depois de espanhol, ou o espanhol depois do português, vão misturar algumas frases.

Por exemplo: Uma vez, no Brasil, ouvindo o meu sotaque, um vendedor de bijuterias ou algo assim queria me falar em espanhol. Achei isso muito engraçado, porque eu tinha mas fluidez no português de que o espanhol neste momento, mas pois é. Então, ele me mostrou um coça-costas e me perguntou, em portunhol, “¿usted quiere experimentarlo?”. Foi muito engraçado porque a  palavra “experimentar” existe em português e em espanhol, mas não significa a mesma coisa. Em português, é a idéia de fazer algo por primeira vez, tentar, provar, etc. Em espanhol, seria “probar”. Bom, eu podia entendé-l0, e imagino que um Argentino o outro hispanoparlante lo entenderia também, mas as palavras dele nao soaram normais. Era obvio que ele era brasileiro.

Outros exemplos: Língua/Idioma… Ambas palavras existem nas duas línguas, mas em português se usa língua para dizer idioma em espanhol. Se usa mais caminhar em português e andar em espanhol (mas isso não é uma diferença forte). Eu demorei alguns meses para me dar conta de que ainda que a gente se use a palavra “anoche” em espanhol, para dizer a mesma coisa em português, tem que dizer “ontem à noite”; não se pode dizer “anoite”. Tem que usar “começar” em vez de “empezar”. Lembramos que “a gente” em português é igual que “nós”, mas “la gente” en espanhol seria “as pessoas” no português. E tem palavras que você acha vão ser mesmas, mas quando tenta as traduzir, perceberá que não dão… “rincón” não é “rincão”… é “canto”.

E as vezes, as palavras conectivas entram na confusão. Se eu estiver acostumada a falar espanhol, ao começar, vou usar “pero”, “pues”, “entonces” e otras conectivas, sem pensar. Para mim, quando tento falar espanhol agora, levo português comigo ainda. Ontem, falei com uma mulher, dizendo “quiero que você venga conmigo”, usando “você” em vez de “usted”. E o mais engraçado; eu traduzi algo do inglés ao espanhol; falamos do que botamos nas sopas. “A ella le gusta poner zanahoria, batata y pollo”, disse. A mulher me perguntou “batata es papa, no?”. “Si, desculpa, es que hablo portugués y a veces me confundo con las palabras”. “¿Pero eres maestra, no?” disse ela, insinuando que devo ser uma fonte de informação sem erros. Se só fosse tão simples assim…

Advertisements

Leave a comment

Filed under Portuguese, Spanish

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s